domingo, 14 de dezembro de 2008

O AI-5 E O PMDB


O SILÊNCIO ESTAVA SENDO DECRETADO

O Ato Institucional nº 5, foi promulgado em 13 de Dezembro de 1968, mesma época em que Orestes Quércia prepara-se para assumir a prefeitura da Campinas, no interior de São Paulo, uma das principais proibições do Ato era o da liberdade de expressão principalmente política:

Art 5º - A suspensão dos direitos políticos, com base neste Ato, importa, simultaneamente, em:
I - cessação de privilégio de foro por prerrogativa de função;
II - suspensão do direito de votar e de ser votado nas eleições sindicais;
III - proibição de atividades ou manifestação sobre assunto de natureza política;
IV - aplicação, quando necessária, das seguintes medidas de segurança:
a) liberdade vigiada;
b) proibição de freqüentar determinados lugares;
c) domicílio determinado;

Começava o grande tormento daqueles que pensavam e eram formadores de opinião, sofriam todos que iam contra o Regime Militar, era o terror para os políticos opositores ao regime vigente. Sofriam também os jornalistas, os estudantes, e todos aqueles que sonhavam em ver o Brasil democrático. Os lutadores políticos do PMDB, ou MDB ou como eram conhecidos os "manda brasa", sofriam mas isto não os desanimava, cada um que sofria dava mais animo, e mais jovens políticos entravam também na luta para mudar a história. Os peemedebistas sempre foram a favor da Democracia, por isso é um partido do Movimento Democrático Brasileiro. Quércia eleito prefeito de Campinas, começa sua administração e também ganha destaque no Brasil, cada discurso que realizava, sempre acabava recebendo o recado de que seria cassado na próxima semana, mas os militares não tinham coragem de cassar o mandato de Quércia, pois o mesmo estava conquistando o povo com sua luta pela democracia. Quércia correu o Estado de São Paulo e em 1974 foi eleito Senador do Estado com uma imensa votação. Muitos políticos, jovens, estudantes, sindicalistas, foram presos, morreram por não terem cumprido a lei do país, que lhes proibiam de realizar manifestações políticas, reuniões contra o governo. Mas mesmos sabendo das possíveis consequências eles lutaram para que nós pudessemos viver em liberdade, em uma democracia que não podemos deixar de valorizar. Foi muita luta e coragem de muita gente, para que hoje não valorizemos e lutemos para que a DEMOCRACIA seja mantida em nosso Brasil. O PMDB foi o principal responsável para que hoje vivamos em liberdade em um Estado Democrático de Direitos. Viva a Democracia, que a data de 13 de dezembro seja sempre lembrada não com tristeza pelo AI-5 e sim lembrada de que nossa gente não mediu esforços para derrubar este decreto tão horrivel para a população brasileira.

Nenhum comentário: