quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

CUIDANDO BEM DO FUTURO DO BRASIL


Esse deve ser o ideal de todo pai ou responsável por nossas crianças e adolescentes,


Cuidar bem de nossos filhos, para vermos este Brasil crescer cada vez mais e com muita segurança para todos. Pois o futuro de nosso Brasil e também do mundo, depende de como estamos cuidando e zelando nossas crianças, uma vez que é através de nossos exemplos que as crianças aprendem o que devem e podem fazer no futuro, então nossa responsabilidade é muito grande, devemos tomar cuidado em tudo que fazemos, para não influenciarmos de maneira errada nosso filhos. Devemos sempre ser pessoa de bem e dar exemplos de boa conduta e responsabilidade em tudo. Devemos também, entender a criança como criança e o adulto como adulto, pois se chegamos na fase adulta é porque fomos criança um dia.

A criança nasce e na cabeça de seus pais e da sociedade em si, existem vários pensamentos de como será aquela criança no futuro. Mas será que os pais e a sociedade deixam a criança escolher o seu caminho ou eles fazem o caminho para a criança? Será que os pensamentos das crianças são respeitados ou pelo menos ouvidos? Será que mostramos o mundo para a criança como criança ou da forma que nossa consciência o transformou?

Prestando atenção nestes questionamentos, e sem parar para pensar, concluímos que não é nada fácil criar um filho. Verdadeiramente não é fácil, mas é muito prazeroso, pois analisando cuidadosamente, reconheceremos que nossos pais foram verdadeiros heróis, uma vez que nos criaram e nos mostraram a vida como deve ser vivida e toda essa experiência podemos passar para nossos filhos.

Em nosso Brasil existe uma Lei Federal, específica para defender os direitos da criança, esta Lei é o Estatuto da Criança e do Adolescente (lei 8.069/90), onde os pais, a sociedade e as autoridades em geral, devem respeitar os direitos destes seres em formação. E para elucidar esta garantia legal, transcrevo o artigo 4º, que assim dispõe: “É dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária”. Este artigo além de constar na Lei protetora das crianças e dos adolescentes, está também devidamente inserido em nossa Constituição Federal, no seu artigo 227, conforme segue: “É DEVER DA FAMÍLIA, DA SOCIEDADE E DO ESTADO ASSEGURAR À CRIANÇA E AO ADOLESCENTE, COM ABSOLUTA PRIORIDADE, O DIREITO À VIDA, À SAÚDE, À ALIMENTAÇÃO, À EDUCAÇÃO, AO LAZER, À PROFISSIONALIZAÇÃO, À CULTURA, À DIGNIDADE, AO RESPEITO, À LIBERDADE E A CONVIVÊNCIA FAMILIAR E COMUNITÁRIA, ALÉM DE COLOCÁ-LOS A SALVO DE TODA FORMA DE NEGLIGÊNCIA, DISCRIMINAÇÃO, EXPLORAÇÃO, VIOLÊNCIA, CRUELDADE E OPRESSÃO”.

Mediante o que conferimos na Constituição Federal e no Estatuto da Criança e do Adolescente, é nosso dever respeitar os direitos destes seres em formação. Primeiro porque, somos cidadãos brasileiros e como bons cidadãos respeitamos nossas Leis. Segundo porque, fomos crianças e sabemos passo a passo como é bom ter direitos. Terceiro porque, e o mais importante, é o seguinte: Amamos nossas crianças e adolescentes e por isso queremos com Lei ou sem Lei que sua formação seja respeitada acima de tudo, pois somente desta forma conquistaremos um Brasil soberano e pacífico, e estaremos cuidando bem de nosso futuro.

O que verdadeiramente marca uma criança, não é somente ela saber que nós respeitamos as leis que defendem seus direitos, mas sim o amor que demonstramos ter por elas, pois quem ama não desrespeita lei, ao contrário, luta para que as leis sejam cumpridas literalmente.

Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, quando esteve neste mundo, deixou evidente que a criança é prioridade em seu reino e também neste mundo:

“Jesus abençoa as crianças: Então lhes traziam algumas crianças para que as tocasse; mas os discípulos os repreenderam. Jesus porém, vendo isto, indignou-se e disse-lhes: DEIXAI VIR A MIM AS CRIANÇAS, E NÃO AS IMPEÇAIS, PORQUE DE TAIS É O REINO DE DEUS. Em verdade vos digo que qualquer que não receber o reino de Deus como criança, de maneira nenhuma entrará nele. E, tomando-as nos seus braços, as abençoou, pondo as mãos sobre elas.” (Marcos 10:13 a 16).

Aprendendo com os ensinamentos de Jesus, estaremos cuidando bem do futuro do Brasil e também do mundo, além é claro de que estaremos formando cidadãos com muita responsabilidade.

E que o nosso Deus Todo-Poderoso, continue nos abençoando.

Nenhum comentário: