sábado, 2 de janeiro de 2010

SERRA PRECISA DE AÉCIO E DE DOIS PALANQUES EM SÃO PAULO

UNIÃO TOTAL PARA VENCER O PT

O possível pré-candidato a Presidente pelo PSDB, José Serra, precisa ganhar bem em São Paulo e também em Minas Gerais, para vencer a provável candidata de Lula, Dilma.

É necessário que o PSDB acorde e arrume a dobrada da vitória que é Serra e Aécio, para não perder a terceira eleição seguida para Presidente, é importante saber que ganhar da candidata de Lula no Norte e Nordeste é uma missão muito difícil, então a vitória de Serra em São Paulo e Minas tem que ser de mais de 70%, ou seja Serra precisa do Aécio de Vice Presidente, bem como precisará de dois bons palanques em São Paulo.

Em Minas Gerais, Serra sem Aécio pode até ganhar de Dilma, mas para ter uma vitória que lhe garanta votos suficientes para não ser engolido no Nordeste precisa e muito da candidatura de Aécio como vice Presidente, agradando assim o exigente eleitorado mineiro.

Para os paulistas Serra já abrirá uma boa vantagem sobre a candidata petista, mas não pode descartar ter dois palanques, um com Geraldo (PSDB) e outro com DEM-PMDB para a vitória ser maior ainda.

Esta bandeira de dois candidatos ao Governo de São Paulo pode ser contestada até dentro da provável coligação PSDB - DEM - PMDB (São Paulo), mas tem que ser defendida por Serra, pois com dois palanques terá muito mais votos.

Abrir uma boa vantagem no eixo Café e Leite (São Paulo/Minas Gerais) é importantíssimo, pois Lula e seus aliados tem muita força no Norte, Nordeste e também no Rio de Janeiro. Quem quer ganhar uma eleição não pode e nem deve assumir riscos.

Se o PSDB pretende ganhar a Presidência em 2010, tem que contar com o Aécio de Vice de José Serra e também defender a bandeira de Geraldo como candidato a Governador pelo PSDB e também lançar um candidato pelo DEM-PMDB (São Paulo), como aconteceu na eleição de Prefeito em 2008.

Nossa opinião é uma opinião de quem está ouvindo bastante o povo e as bases políticas de todo o Estado. Vamos acompanhar qual atitude será tomada pelo PSDB e seus aliados.

Nenhum comentário: